14 - Pós-graduação

Elevar gradualmente o número de matrículas na pós-graduação stricto sensu, de modo a atingir a titulação anual de 60 mil mestres e 25 mil doutores.

Objetivo 1: Até 2024, aumentar para 60 mil o número de pessoas tituladas em Mestrado.
Resultado parcial: Meta está próxima de ser cumprida, em 2016 o Brasil formou 59.614 novos mestres.

Objetivo 2: Até 2024, aumentar para 25 mil o número de pessoas tituladas em Doutorado.
Resultado parcial: Em 2016, o Brasil formou 20.603 novos doutores.

Desafios: Aumentar a oferta e qualidade dos cursos presenciais e à distância de Pós-graduação. Formar mais mestres e doutores garante que os profissionais brasileiros estejam mais qualificados para o mercado de trabalho, inclusive aqueles ligados à Educação.

Elevar gradualmente o número de matrículas na pós-graduação stricto sensu, de modo a atingir a titulação anual de 60 mil mestres e 25 mil doutores.

Um dos pontos da meta 14 estabelece que, até 2024, o Brasil deverá atingir 60 mil títulos de mestre. Essa meta, que busca garantir uma Educação de qualidade, pode ser acompanhada neste indicador, elaborado pelo Todos Pela Educação, cujas informações são da Geocapes, base de dados disponibilizada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

De 2004 a 2016, houve um crescimento expressivo de mestres titulados no Brasil. Os números passaram de aproximadamente 27 mil para cerca de 59 mil em 2016, ou seja, mais que o dobro. Desse modo, se o País continuar com o crescimento apresentado nos últimos anos, possivelmente a meta de 60 mil mestres titulados até 2024 será atingida e talvez superada.

Ao observar as titulações por mestrados profissionais e acadêmicos, é possível observar um grande desequilíbrio. Dos 59.614 mestres titulados em 2016, a maioria optou pelo mestrado acadêmico (82,2%) e apenas 17,8% preferiu o mestrado profissional. Em números absolutos são 49.002 mestrados acadêmicos e 10.612 profissionais.

Em relação às unidades federativas, aquelas pertencentes às regiões Sudeste e Sul apresentaram o maior número de mestres titulados. São Paulo é o estado com o maior número de titulações, com 13.801. Em seguida Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul apresentaram números próximos: 7.217, 6.576 e 5.591 respectivamente.

Fonte: Geocapes

Elaboração: Todos Pela Educação

Indicadores auxiliares

Fonte: Geocapes

Elaboração: Todos Pela Educação

estratégia da meta


  • Fomento à pós-graduação

    Expandir o financiamento da pós-graduação stricto sensu por meio das agências oficiais de fomento;

    acesse
  • Fomento à pesquisa

    Estimular a integração e a atuação articulada entre a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES e as agências estaduais de fomento à pesquisa;

    acesse
  • Financiamento estudantil

    Expandir o financiamento estudantil por meio do Fies à pós-graduação stricto sensu;

    acesse
  • Educação a distância

    Expandir a oferta de cursos de pós-graduação stricto sensu, utilizando inclusive metodologias, recursos e tecnologias de Educação a distância;

    acesse
  • Internacionalização da pesquisa

    Consolidar programas, projetos e ações que objetivem a internacionalização da pesquisa e da pós-graduação brasileira, incentivando a atuação em rede e fortalecimento de grupos de pesquisa;

    acesse
  • Intercâmbio científico e tecnológico

    Promover o intercâmbio científico e tecnológico, nacional e internacional, entre as instituições de ensino, pesquisa e extensão;

    acesse
  • Desigualdade

    Implementar ações para redução de desigualdades étnico-raciais e regionais e para favorecer o acesso das populações do campo e das comunidades indígenas e quilombolas a programas de mestrado e doutorado

    acesse
  • Expansão e interiorização

    Ampliar a oferta de programas de pós-graduação stricto sensu, especialmente os de doutorado, nos campi novos abertos em decorrência dos programas de expansão e interiorização das instituições superiores públicas

    acesse
  • Acervo digital

    Manter e expandir programa de acervo digital de referências bibliográficas para os cursos de pós-graduação, assegurada a acessibilidade às pessoas com deficiência

    acesse
  • Gênero

    Estimular a participação das mulheres nos cursos de pós-graduação stricto sensu, em particular aqueles ligados às áreas de Engenharia, Matemática, Física, Química, Informática e outros no campo das ciências.

    acesse
  • Pesquisa e inovação

    Ampliar o investimento em pesquisas com foco em desenvolvimento e estímulo à inovação, bem como incrementar a formação de recursos humanos para a inovação, de modo a buscar o aumento da competitividade das empresas de base tecnológica;

    acesse
  • Formação de doutores

    Ampliar o investimento na formação de doutores de modo a atingir a proporção de 4 doutores por 1.000 habitantes

    acesse
  • Desempenho Científico e Tecnológico

    Aumentar qualitativa e quantitativamente o desempenho científico e tecnológico do País e a competitividade internacional da pesquisa brasileira, ampliando a cooperação científica com empresas, Instituições de Educação Superior - IES e demais Instituições Científicas e Tecnológicas - ICTs

    acesse
  • Fomento à pesquisa

    Estimular a pesquisa científica e de inovação e promover a formação de recursos humanos que valorize a diversidade regional e a biodiversidade da região amazônica e do cerrado, bem como a gestão de recursos hídricos no semiárido para mitigação dos efeitos da seca e geração de emprego e renda na região

    acesse
  • Pesquisa e patentes

    Estimular a pesquisa aplicada, no âmbito das IES e das ICTs, de modo a incrementar a inovação e a produção e registro de patentes

    acesse