População por quartis da renda familiar per capita

Neste indicador, podemos acompanhar a distribuição da população, por faixa etária, pela renda familiar per capita de cada quartil da população brasileira. Para calcular esses quartis, é preciso dividir o total de famílias do País em quatro grupos de igual tamanho e agrupá-los de acordo com a renda familiar per capita, ou seja, o total do que todos os membros de uma família ganham em um mês dividido pelo número de pessoas que fazem parte do mesmo núcleo. Em 2015, um quarto, ou 25%, das famílias brasileiras viviam com menos de R$ 429,30 por pessoa da família, valor determinado pelo 1º quartil. Por outro lado, no mesmo ano, os 25% mais ricos viviam com no mínimo R$ 1.350,00 reais, valor delimitado pelo 3º quartil. Todos os quartis podem ser visualizados em outro indicador. 0 a 3 anos Ao observar essas informações, de acordo com essa faixa etária no ano de 2015, havia mais bebês entre os 25% mais pobres: quase 6 milhões. Em relação aos grupos intermediários, os 25% a 50% contabilizavam cerca de 2,7 milhões e os 50 a 75% eram 1,4 milhões. Por fim, o quarto grupo mais rico somava um pouco mais de 1 milhão. 4 e 5 anos Ao comparar essas informações de acordo com essa faixa etária no ano de 2015, havia mais crianças entre os 25% mais pobres: mais de 2,6 milhões. Em relação aos grupos intermediários, os 25% a 50% contabilizavam cerca de 1,4 milhões e os 50 a 75% eram quase 700 mil. Por fim, o quarto grupo mais rico somava um pouco mais de 491 mil. 6 a 14 anos Ao analisar essas informações de acordo com essa faixa etária no ano de 2015, havia mais crianças e adolescentes entre os 25% mais pobres: quase 14 milhões. Em relação aos grupos intermediários, os 25% a 50% contabilizavam cerca de 7 milhões e os 50 a 75% eram quase 3,8 milhões. Por fim, o quarto grupo mais rico somava um pouco mais de 2,5 milhões. 15 a 17 anos Ao considerar essas informações de acordo com essa faixa etária no ano de 2015, havia mais adolescentes entre os 25% mais pobres: quase 4,5 milhões. Em relação aos grupos intermediários, os 25% a 50% contabilizavam cerca de 3 milhões e os 50 a 75% eram mais de 1,7 milhão. Por fim, o quarto grupo mais rico somava, aproximadamente, 1 milhão. 18 a 24 anos Ao comparar essas informações de acordo com essa faixa etária no ano de 2015, havia mais jovens entre os 25% mais pobres: cerca de 6,8 milhões. Em relação aos grupos intermediários, os 25% a 50% contabilizavam mais de 6,2 milhões e os 50 a 75% eram quase 5 milhões. Por fim, o quarto grupo mais rico somava um pouco mais de 3,4 milhões. Os dados são da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).



Fonte: IBGE/Pnad

Elaboração: Todos Pela Educação